Catarata: cuidados necessários após a cirurgia

 em Notícias

A catarata é uma opacidade do cristalino (lente natural do olho). As pessoas que têm catarata tem a visão nublada, como se olhassem por uma janela embaçada ou enevoada. Essa visão nublada pode tornar mais difíceis tarefas como ler, dirigir um carro ou interpretar a expressão das pessoas.

A maioria das cataratas se desenvolve lentamente e não perturba a sua visão desde o início. Mas com o tempo, a catarata acabará por interferir na visão.

Em um primeiro momento, iluminação mais forte e uso de óculos podem ajudar a lidar com a catarata. Mas se a visão prejudicada interfere com as atividades normais, é necessário fazer a cirurgia de catarata. Felizmente, a cirurgia de catarata costuma ser um procedimento seguro e eficaz.

Cirurgia

A Cirurgia é o único método eficaz para tratar a perda de visão causada pela catarata, é um procedimento comum que envolve a remoção da lente turva do olho. A lente pode ser substituída por uma lente artificial, chamada implante de lente intraocular (LIO). Por vezes, uma LIO não é usada, e óculos ou lentes de contato podem compensar.

Hoje não se espera mais a doença progredir para operar – com os primeiros sintomas e o diagnóstico precoce, o paciente já pode ser direcionado para a cirurgia. Isso é importante para evitar o avanço da doença para complicações permanentes, além de manter a qualidade de vida do paciente.

No entanto, algumas pessoas com catarata se dão muito bem com a ajuda de óculos, lentes de contato e outros auxílios visuais, podendo optar por não fazer a cirurgia.

Por vezes, uma catarata precisa ser removida devido a outra doença dos olhos, tais como a retinopatia diabética ou DMRI. Em alguns casos, a catarata tem de ser removida para que o oftalmologista possa tratar uma doença que esteja afetando a retina.

As opções para o tratamento da catarata em crianças dependem de como a doença está interferindo com o desenvolvimento da visão normal. A necessidade da cirurgia para um adulto depende do grau de perda de visão e se ela afeta a qualidade de vida do paciente.

Só você pode decidir se uma catarata está afetando sua visão e sua vida o suficiente para fazer uma cirurgia. Você pode decidir que a cirurgia não é a melhor opção.

Pós-operatório

Feita a cirurgia, os cuidados pós-operatórios são simples. Nas primeiras 24 horas após a cirurgia, o paciente não deve realizar esforço físico e também não deve abaixar a cabeça evitando movimentos bruscos. Deve ter cuidado com a locomoção e se movimente devagar. Seguir orientações médicas, tomar ou instilar os medicamentos receitados na dose e hora corretas. Sempre lavar as mãos antes de instilar colírios ou pomadas. Evitar ambientes quentes e poluídos, vapor, poeira, vento, shampoo e sabão no olho operado. Não esfregar os olhos ou passar maquiagem, evitando assim qualquer trauma. Alguns pacientes apresentam sintomas pós-operatório como fotofobia (dificuldade na claridade), sensação de cisco nos olhos e dificuldade de visão de perto. Em caso de dor, olho vermelho, secreção e baixa da acuidade visual, o paciente deve comunicar imediatamente seu médico, e ainda fazer visita periódica até receber alta definitiva.

Dr. Rodrigo Paolini
Oftalmologista, Graduação em Medicina pela: UFPA, Residência em Oftalmologia: Fundação Banco de Olhos, Especialização em oftalmologia pela Fundação Banco de Olhos. Subespecialização em Córnea , Doenças Externas e Cirurgia Refrativa pela Banco de Olhos / Hospital Oftalmológico de Sorocaba. Membro do Conselho Brasileiro de Oftalmologia Membro do Setor de Córnea e Catarata da Fundação Banco de Olhos / GO
Posts Recentes

Deixe um comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/drrodrigopaolini/www/site/wp-includes/functions.php on line 3721

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/drrodrigopaolini/www/site/wp-includes/functions.php on line 3721