Como tratar uma conjuntivite?

 em Notícias

Assim que a sensação de coceira e ardência começar a surgir nos olhos é preciso procurar um oftalmologista. Enquanto uma leve coceira pode ser um quadro normal, um incômodo prolongado merece atenção médica.

A ida ao oftalmologista é o que permite o diagnóstico da conjuntivite e, inclusive, a identificação de qual tipo se trata. Se for viral ou bacteriana além de todos os cuidados comuns você ainda vai precisar tomar medicamentos que devem ser estritamente recomendados pelo médico.

Colírios e compressas ajudam no conforto

Uma das principais características da condição é o incômodo que ela causa, e uma das formas de tratar o problema é com colírios e compressas. Colírios utilizados para lubrificar os olhos são especialmente úteis para aliviar, ainda que temporariamente, a sensação de coceira e de areia nos olhos.

Já as compressas têm como objetivo garantir uma sensação de alívio para a região. Normalmente, são feitas com água fria, especialmente em conjuntivite alérgica. Para diminuir o inchaço, compressas mornas são mais indicadas.

O cuidado mais importante nesse momento, entretanto, consiste em usar panos diferentes para cada olho a fim de evitar que haja a transmissão.

É importante ter cuidado com o uso de objetos pessoais

Por falar em transmissão, no caso de a conjuntivite ser causada por bactérias ou vírus o compartilhamento de objetos pessoais pode fazer com que uma verdadeira epidemia se alastre.

Lençóis devem ser trocados todos os dias, toalhas devem ser usadas de maneira individual e o uso de óculos escuros é recomendado.

Se possível, também se recomenda que a pessoa com esse tipo de inflamação deixe o convívio social por alguns dias.

No caso de ter fundo alérgico, é indispensável limitar e evitar o contato com o agente que está deixando os olhos irritados dessa forma.

Limpe os olhos com frequência

Especialmente em casos bacterianos ou virais, a limpeza dos olhos é indispensável. É essa limpeza que retira a secreção contagiosa e também é responsável por diminuir o desconforto.

Para fazer essa limpeza as mãos devem estar completamente limpas e é possível utilizar lenços, panos ou gazes.

Delicadamente, é preciso começar a limpar a secreção desde a abertura lacrimal até o canto externo do olho, sempre se preocupando em não permitir que a secreção retorne para os olhos.

Lave sempre as mãos e evite contato com corpos estranhos

Com a inflamação, os olhos ficam muito mais sensíveis e a entrada de um corpo estranho pode piorar a situação. Para evitar que isso aconteça é indispensável estar com as mãos sempre limpas antes de mexer nos olhos e não coçar para não piorar.

O uso de cosméticos e de quaisquer outros corpos estranhos, inclusive as lentes de contato, também deve ser abolido até que a situação esteja normalizada.

Para tratar uma conjuntivite, a ação médica é indispensável, mas também há cuidados que você pode ter em casa, como lubrificar e limpar os olhos, assim como tomar cuidado com o compartilhamento de objetos.

Dr. Rodrigo Paolini
Oftalmologista, Graduação em Medicina pela: UFPA, Residência em Oftalmologia: Fundação Banco de Olhos, Especialização em oftalmologia pela Fundação Banco de Olhos. Subespecialização em Córnea , Doenças Externas e Cirurgia Refrativa pela Banco de Olhos / Hospital Oftalmológico de Sorocaba. Membro do Conselho Brasileiro de Oftalmologia Membro do Setor de Córnea e Catarata da Fundação Banco de Olhos / GO
Posts Recentes

Deixe um comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/drrodrigopaolini/www/site/wp-includes/functions.php on line 3734

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/drrodrigopaolini/www/site/wp-includes/functions.php on line 3734